Alma Alentejana

Sharish: O Gin alentejano do momento…

Lentamente destilado no Alentejo, Sharish é um gin de caráter português produzido com ingredientes de Portugal.

Começou pelas mãos de António Cuco, o seu fundador, um homem empreendedor, que um dia, em brincadeira, aceitou o desafio dos amigos de fazer um gin. Estava desempregado na altura, era curioso e sempre teve um gosto especial por criar “coisas exclusivas”. Foram necessárias poucas semanas para António passar de apreciador a produtor de gin, fazendo assim nascer o que é hoje o gin líder de mercado, no Alentejo.

O seu nome tem por base a herança árabe deixada no Alentejo, já que Sharish significa “esteva”. A escolha do logotipo, exibindo a silhueta de Monsaraz, deve-se à paixão do produtor por esta Aldeia quinhentista, uma das mais bonitas de Portugal.

O zimbro é o ingrediente base desta bebida já que sem zimbro não há gin. Quanto a botânicos, a lúcia-lima, planta aromática preferida do destilador, e a maçã Bravo de Esmolfe, com origem na aldeia de Esmolfe em Penalva do Castelo, são os elementos que o produtor considera diferenciadores deste gin.

Hoje a Sharish prepara-se para muito em breve abrir as suas instalações ao público, onde para além de se poder visitar a destilaria haverá um centro interpretativo do Gin, várias experiências sensoriais criadas a pensar no visitante, e uma loja.

A Sharish já não tem apenas o seu clássico Gin, tendo criado recentemente o Blue Magic Sharish Gin, feito com extrato de flor ervilha azul, que quando adicionamos água tónica, fica cor de rosa, devido a uma reação química do botânico utilizado.

O Gin Dark Sky, trata-se de uma edição limitada, resultante de uma parceria com a “Dark Sky Alqueva”, a empresa pioneira a certificar o maior destino de observação de estrelas no mundo.

Hoje, António e Patrícia, sua mulher, parceira e seu braço mais que direito, fazem uma dupla invencível. Tiago Correia, o seu membro mais recente, juntou-se à equipa e lidera a área das visitas e comercial deste negócio.

Hoje a Sharish emprega já 12 pessoas na destilaria, e exporta 80% da sua produção, produzindo e ocupando uma área 12 vezes maior daquela que se iniciou há 4 anos atrás.

Como se pode deduzir, nada foi deixado ao acaso neste projeto; tudo tem uma razão de ser, e a principal, é a paixão do gin ligada ao convívio entre amigos, diz o produtor.

Tudo isto acontece e pode ser visitado em Reguengos de Monsaraz. No Alentejo, claro, a poucos quilómetros de Évora. Marque já a sua visita!

Comentar

Deixe a sua opinião