Alma Alentejana

Ainda não conhece Évora? Saiba o que tem andado a perder

Conhecida como Cidade Museu, a capital do Alentejo destaca-se pelo seu passado histórico cuja arquitetura, muitíssimo bem preservada e integrada na malha urbana da cidade, é ainda hoje testemunho desse passado. Mas desengane-se quem pensa que a cidade parou no tempo. Évora é um destino atual com muitos motivos de interesse.

Évora tem uma vasta oferta de experiências ao ar livre capazes de contrariar o tradicional ritmo alentejano. Classificada pela UNESCO desde 1986, Évora é ponto de passagem obrigatória para os amantes da história, da arte e da cultura

Esta cidade tem opções de entretenimento para os vários gostos. É possível alugar karts para quem gosta de velocidade ou simplesmente fazer umas corridas com os amigos. Se é mais adepto da natureza, então saiba que nas albufeiras e barragens da zona de Évora é possível praticar diversos desportos náuticos como a vela, canoagem, remo, ski aquático, windsurf ou jetski.

Se é amante da pré-história, em Évora vai encontrar mais de 10 recintos megalíticos tornando esta região uma das mais importantes da Península Ibérica . o Cromeleque dos Almendres, às portas de Évora, é o maior monumento megalítico da Península Ibérica e um dos mais antigos do mundo, tendo sido construído há 7 mil anos. Mas há muitos outros monumentos megalíticos na região, que figuram entre os mais antigos da Europa, até ao Neolítico antigo (5500-4500 a.C.).

Para quem quer relaxar e usufruir ao máximo da beleza natural da região, sem barulhos e sem pressas, há inúmeras possibilidades. Desde voos em balão de ar quente, observação de estrelas e de aves, caminhadas, percursos de orientação, pesca, passeios de barco, passeios de bicicleta..

Para quem gosta de comer e beber bem, está no sítio certo! Na zona de Évora os pratos de carne, nomeadamente caça, estão em destaque, como também estão os queijos e os enchidos. O famoso pão alentejano não pode faltar à refeição, sendo que muitas vezes é parte integrante do próprio prato. Já os doces são mesmo de comer e chorar por mais. Os vinhos alentejanos são sobejamente reconhecidos pela sua qualidade e em Évora não é difícil encontrar vinhos representativos das 8 regiões vitivinícolas do Alentejo.

Comentar

Deixe a sua opinião